Cartas Compromisso pela Democracia

 

09 de setembro de 2022

“É preciso ter esperança, mas ter esperança, do verbo esperançar;

porque tem gente que tem esperança, do verbo esperar.

E esperança do verbo esperar não é esperança, é espera.

Esperançar é se levantar, esperançar é ir atrás, esperançar é construir, esperançar é não desistir!

Esperançar é levar adiante, esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo…”

 

Esse belo texto de Paulo Freire nos ajuda a pensar sobre o momento atual. Expectativas, medos, estranhamentos. Vários são os sentimentos e as manifestações de diferentes setores da sociedade brasileira. Enquanto o grande capital está confortável nestes tempos de insegurança econômica e política, os trabalhadores, aqueles que vendem sua força de trabalho, estão cada vez mais fragilizados neste cenário: a precarização das relações de trabalho avança, assim como são reduzidos os espaços de atuação dos sindicatos. O IBGE e o DIEESE, mês a mês apresentam dados que oficializam essa realidade.

Temos o entendimento de que há condições reais de alterar o curso da história recente do país. Há necessidade de anular várias iniciativas antidemocráticas, que acentuam a exclusão social e cultural, que reduzem as oportunidades de realização pessoal e profissional com a mercantilização da educação e da saúde, que dilapidaram o patrimônio público brasileiro e que destruíram a economia nacional. Retomar o desenvolvimento em todas essas áreas é crucial, é fundamental.

Por todas essas razões, reafirmamos nossa defesa do processo eleitoral brasileiro. Que cada cidadão e cidadã consiga identificar nos candidatos que estão se colocando neste ano, aqueles(as) que melhor representam as suas necessidades, que têm projetos de inclusão e de superação dos desafios que estão postos. Busquemos contribuir com a defesa da democracia e a reconstrução do Brasil.

Abaixo, publicamos uma série de “cartas abertas” que podem nos ajudar a pensar o momento. Foram produzidas por instituições, movimentos, conjunto de pessoas que, como Paulo Freire, têm esperanças no futuro!

CARTA COMPROMISSO DOS CANDIDATOS (AS) DE ESQUERDA COM O SINDICALISMO E A CLASSE TRABALHADORA DA FETIESC/SC

CARTA ÀS BRASILEIRAS E AOS BRASILEIROS EM DEFESA DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO

PAUTA DA CLASSE TRABALHADORA – EMPREGO, DIREITOS, DEMOCRACIA E VIDA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − sete =