Sinpronorte vai encaminhar reclamação formal para CNEC

postado em: Notícias | 6

Assembleia com trabalhadores do colégio Elias Moreira e FCJ encaminha reclamação formal à direção nacional da CNEC. Esse foi o resultado da assembleia que deveria propor soluções aos ataques a direitos. A maioria presente decidiu que o Sinpronorte deve enviar documento para Brasília apresentando o descontentamento dos trabalhadores.

A direção do Sinpronorte defendeu não aceitar a proposta de parcelamento do 13º salário e propôs estado de greve (rejeitado pela assembleia). Este seria um recurso extremamente robusto para cobrar esclarecimentos e propostas que atendam as necessidades dos trabalhadores. O sindicato propôs também esclarecer a comunidade, alunos, pais e mídia a situação vivenciada pelos trabalhadores do Elias Moreira e a FCJ.

O Sinpronorte reforça a importância do poder da organização e da unidade também com a comunidade como instrumento de barrar os ataques aos direitos dos trabalhadores.

A direção do Sinpronorte avalia que os diretores e os coordenadores (que representam a CNEC dentro do Elias Moreira e FCJ) não deveriam estar presentes. A intenção do sindicato era incluir todos, já que até os cargos de confiança também estão com direitos trabalhistas atrasados. Porém, isso inibiu os demais trabalhadores de se manifestarem publicamente contrários às falas dos representantes da CNEC.

Está marcada nova assembleia para dia 16 de dezembro. O horário e local serão confirmados durante a semana.

6 Responses

  1. Anônimo

    Com a presença de pessoas extremamente autoritárias, o medo tomou conta de muitos que lá estavam!

    Minha opinião difere demais da opinião de coordenadores e superiores que lá se manifestaram! Mas, a soberania deles (novamente) levou a vez.

  2. Brasilindo com medo

    Lamentável a presença de diretores e coordenadores na assembleia fazendo defesa da escola e contra os funcionários. Na próxima eles devem ficar de fora.

  3. Juliano Alferes

    Minha modesta opinião, é que
    o Sindicato não deveria ter permitido a presença dos cargos de confiança da CNC. Embora o interesse era deles também inibiram sim os demais trabalhadores.

  4. Ricardo

    O documento que será enviado a CNEC Brasília deve conter a rejeição da proposta de parcelamento, conforme aprovado em votação na assembléia.
    Obrigado.

  5. Professor Indignado

    Concordo com os colegas que se manifestaram. Assembleia só é legítima se expressar a vontade dos trabalhadores, sem a pressão das chefias. Os chefes representam a vontade do patrão, da empresa. Que se reúnam com o CNEC. Nós nos reuniremos com o sindicato.

  6. FaçoDireito

    Como professor do curso de direito me sinto envergonhado disso!!! Respeitem nosso trabalho e nossa profissāo. VERGONHA!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =