Nota da CUT SC sobre as mobilizações de junho de 2013

postado em: Notícias | 1.543

Direção da CUT-SC apresenta Nota em relação aos protestos pelo Estado e todo o Brasil

 

Escrito por: Direção da CUT-SC

 

As mobilizações sociais desencadeadas recentemente em várias cidades do Brasil tomaram enorme proporção pelo sentimento de insatisfação acumulada pela sociedade brasileira ao longo de algumas décadas. Insatisfação explicitada no valor da tarifa do transporte público, nas críticas à inversão de prioridades pelos investimentos em estádios de futebol em detrimento das condições de educação e de saúde pública, nos apelos pelo fim da corrupção, entre outras que servem de palavra de ordem.

 

Para a CUT SC, independente do nível de politização, própria dos movimentos de massa, é preciso ser interpretada por governantes e lideranças das várias instituições sociais, sindicais e partidárias e de representação de classe.

 

Ainda que de forma difusa, precisamos avaliar até onde a mensagem de insatisfação não é endereçada também às nossas instituições de representação? Um sentimento que há muito é trabalhado pela mídia burguesa.

 

Precisamos tirar lições das mobilizações e canalizar nosso apoio e participação pautando a insustentabilidade do projeto de sociedade em curso, sustentado pelo sistema econômico e político baseado nas relações capitalistas de produção, de distribuição e de consumo, cuja racionalidade é a do acúmulo e exploração a qualquer custo.

 

Não basta, portanto, pautar o direito ao transporte público gratuito de qualidade. Dentro da lógica dominante, o custo será absolvido pela redução de investimentos nas demais políticas públicas e sociais. É preciso avançar para pautas estruturais, como a reforma tributária, inclusive com a taxação das grandes fortunas, a auditoria da dívida pública, a reforma agrária, a democratização da mídia. Avançar nas pautas de proteção e ampliação dos direitos trabalhistas, com condições de trabalho e salários que garantam a integridade física e psíquica dos/as trabalhadores/as. Pautar a reforma do sistema político e eleitoral brasileiro, um dos grandes vilões do atual estado motivador das mobilizações. Não seria este, portanto, um momento oportuno para convocar uma Assembleia Nacional Constituinte, com esta única pauta?

 

Para a CUT SC é o momento dos governantes, tanto no âmbito federal quanto estaduais e municipais, pautarem os respectivos parlamentos para estas e outras tantas pautas estruturais.

 

É fundamental participarmos das mobilizações enquanto militantes sindicais e sociais a fim de, disputar os rumos do movimento mediante a inserção de nossas pautas.

 

Fonte: Portal CUT/SC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =